HIDRÔMETROS- BLOQUEADOR DE AR NÃO REDUZ CONSUMO DIZ A ADASA APÓS PESQUISA.

terça-feira, 6 de junho de 2017 0 comentários
BLOQUEADOR DE AR NÃO REDUZ CONSUMO DE ÁGUA, APONTAM TESTES DA UNB

Bloqueador de ar não reduz consumo de água, apontam testes da UnB

Estudo encomendado pela Adasa (Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito federal) a pesquisadores da Universidade de Brasília sobre o emprego de equipamentos eliminadores e bloqueadores de ar em ramais prediais de sistemas públicos de abastecimento de água aponta a ineficácia desses dispositivos.
Existe à venda no mercado nacional alguns equipamentos que se destinam, segundo os seus fabricantes, a fazer com que os hidrômetros prediais não meçam a passagem de ar como se fosse de água, reduzindo, portanto, o volume de água medido pelo hidrômetro e que é cobrado pela concessionária do serviço de abastecimento de água.
O Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da UnB avaliou os produtos disponíveis no mercado nacional e foi verificado que os dispositivos testados podem acarretar problemas nos padrões de potabilidade da água, pois podem ser contaminados pelo meio externo devido à entrada de impurezas através de aberturas existentes no corpo do aparelho. Observou-se também que esse acionamento dos hidrômetros pelo ar implica acréscimo pouco significativo no volume total registrado no hidrômetro.
Considerando os problemas apresentados pelos equipamentos de eliminação de ar e pela pouca significância dos valores acrescidos nas leituras pelo ar expulso das redes, não se justifica a utilização desse tipo de dispositivo, segundo os pesquisadores da UnB.
É necessário ressaltar que é normal que o ar entre no sistema de abastecimento de água, de forma misturada ou solubilizada com a água, por questões físicas e químicas. Além disso, nenhum dos dispositivos estudados possui qualquer tipo de certificação ou de normatização do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

0 comentários :

Postar um comentário