PARQUE TRES MENINAS GANHA PROJETO PARQUE EDUCADOR. SERÁ QUER AGORA VAI SER BEM CUIDADO?

terça-feira, 16 de maio de 2017 0 comentários
PARQUE TRES MENINAS GANHA PROJETO PARQUE EDUCADOR.


Assinatura de portaria conjunta e do plano de gestão ocorreu em Samambaia, com plantio de mudas.
Iniciativa prestará atendimento pedagógico a escolas que tenham o regime de educação integral. Objetivo é alcançar 25 mil alunos do ensino fundamental
As Secretarias de Educação do Meio Ambiente assinaram portaria conjunta e o plano de gestão — este, em parceria com o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) — do projeto Parque Educador. A cerimônia marcou a retomada do programa lançado em 2015, mas que não tinha avançado por dificuldades operacionais, solucionadas agora com o plano.
Os Secretários de Educação, Júlio Gregório Filho,, e do Meio Ambiente, André Lima, assinam a portaria conjunta e o plano de gestão do programa Parque Educador
A solenidade ocorreu nesta segunda-feira (15) no Parque Três Meninas, em Samambaia, um dos quatro contemplados na iniciativa.
O Parque Educador consiste em promover atendimento pedagógico para alunos da rede pública em unidades de conservação. A lista inclui ainda o Parque Saburo Onoyama, em Taguatinga, o Parque Ecológico de Águas Claras e o Parque Sucupira, este com a Estação Ecológica de Águas Emendadas, em Planaltina.
O objetivo é atender cerca de 25 mil estudantes por ano. A ação de hoje está inserida nas comemorações dos 10 anos do Ibram, autarquia do governo de Brasília responsável pela manutenção dos parques. “Só cuidamos daquilo que amamos e só amamos aquilo que conhecemos”, disse a presidente do Ibram, Jane Vilas Bôas.
"Só cuidamos daquilo que amamos e só amamos aquilo que conhecemos"Jane Vilas Bôas, presidente do Ibram
A posição de Jane é compartilhada pelos secretários de Educação, Júlio Gregório Filho, e do Meio Ambiente, André Lima. “É mais fácil aprender sobre plantas e animais indo aos parques do que olhando para um quadro negro”, disse Gregório Filho. “Os parques não são só da Secretaria do Meio Ambiente ou do Ibram, mas de todos, e é isso que queremos mostrar”, emendou Lima.
O Parque Educador integra o programa Brasília nos Parques, criado pelo Decreto nº 37.115, de 15 de fevereiro de 2016, que tem por finalidade aprimorar o uso público dos parques e unidades de conservação distritais, coordenando os esforços dos diversos órgãos e entidades do Distrito Federal.
Seleção de professores e escolas do programa Parque Educador
Oito professores vão atuar no programa. Eles vão passar por processo seletivo, em junho, e por curso de formação. Serão quatro duplas, uma para cada parque, que começam a atuar em agosto.
25 mil
Estimativa da quantidade de alunos a serem atendidos pelo projeto Parque Educador
Ainda não estão definidas todas as unidades de ensino participantes. Em princípio, são as próximas dos parques, como o Centro de Ensino Fundamental 411, de Samambaia, representado na solenidade desta segunda (15).
Nas três primeiras semanas de cada mês, apenas essas escolas terão acesso. Na quarta semana, ele será ampliado a todas as unidades de ensino fundamental da rede pública, mediante agendamento virtual.
Entrega de equipamentos a escolas como compensação ambiental
Na solenidade de hoje, a Urbanizadora Paranoazinho doou R$ 33 mil em equipamentos, como computadores, mesas e cadeiras. Os recursos materiais vão ser utilizados na Estação Ecológica de Águas Emendadas, em Planaltina.
A entrega faz parte de acordo firmado entre a empresa e o Ibram como parte da compensação florestal do Grande Colorado, estabelecida em R$ 400 mil. Metade desses recursos será destinada para projetos socioambientais, e os outros 50%, a replantio de árvores.
Agencia Brasilia.

0 comentários :

Postar um comentário