Hélio Doyle ne seus fantasmas; Competente e brilhante jornalista, e paranóico quando no Governo.

sexta-feira, 8 de maio de 2015 0 comentários

Hélio Doyle e seus inimigos imaginários. Até quando ele vai pensar que todos estão conspirando contra seu trabalho?

Por Fred Lima

O chefe da Casa Civil do Governo de Brasília, Hélio Doyle, com certeza deve ser um profissional competente e que conhece a máquina na palma da mão. Caso o contrário, jamais teria passado por três governos distintos (Cristovam, Roriz e Rollemberg), ocupando os cargos mais importantes da administração local. Doyle é competente e experiente. Disso ninguém deve discordar. Segundo as más línguas, o problema do chefe da Casa Civil de Rodrigo Rollemberg é comportamental. Ele tem sérias dificuldades em aceitar qualquer tipo de crítica que fazem ao seu trabalho, até mesmo as construtivas.
Doyle não gosta do trabalho que é feito pela mídia alternativa, especialmente os blogs que fazem a cobertura política da capital. Conforme fonte que não quis ser identificada, e que esteve recentemente no Palácio do Buriti, ficou visível o quanto o chefe da Casa Civil torce o nariz para os blogueiros de política. “Ele não gosta da liberdade editorial que os blogs têm. Acha tal liberdade prejudicial, visto que as matérias não passam pelo crivo de outros profissionais da imprensa antes de serem publicadas, como acontece nos jornais e revistas de grande circulação”, afirmou.
Se o problema fosse apenas Doyle não se simpatizar com os blogueiros de política, estava bom. A dificuldade maior é que ele ainda pensa, segundo outras fontes ouvidas, que os blogs são financiados por partidos políticos para ataca-lo, ou seja, vive em uma teoria da conspiração, criando inimigos imaginários e colocando funcionários para vigiar as atividades dos blogs. Já fui vigiado por gente graúda do governo, justo eu, que sempre digo aos quatro cantos do DF e Entorno que votei em Rollemberg e não me arrependo. Teve gente na minha cola querendo saber o que eu estava dizendo sobre o governo. A mando de quem? Chegaram até a suspeitar que eu fosse petista – é pra rir ou pra chorar? –, dizendo que estava tomando as dores do ex-governador Agnelo Queiroz, por criticar decisões erradas de Rollemberg nos dois primeiros meses de mandato. Quer dizer então que existe uma imunidade governamental sobre o governador, a ponto de não poder criticar algumas das decisões equivocadas que acabou tomando no início do governo, com o pretexto de que pegou uma herança maldita? Faça-me o favor!
Não afirmo, mas não duvido que Doyle seja o grande mentor de toda essa lupa disfarçada de monitoramento que vem sendo feita aos blogs. Já teve denúncia de que uma central de arapongagem foi montada na Casa Civil para grampear jornalistas, blogueiros, inimigos do governo e – pasmem! – até aliados.
Recentemente a Subchefia de Relações com a Imprensa da Casa Civil entrou em contato com todos os blogs para coletar informações sobre cada blogueiro. Logo eu sabia que se tratava apenas de sugestões de pauta a serem enviadas por e-mail sobre os eventos do governo, enquanto outros blogueiros desconfiaram da ação, uma vez que todos sabem da opinião de Doyle com relação aos blogs.
Os blogs postam as sugestões de pauta da Casa Civil, mostrando que sabemos diferenciar instituições de pessoas. Doyle também deveria saber diferenciar críticas de profissionais.
“Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem.” (Santo Agostinho de Hipona)

É como aqueles jogadores que são excelentes em seus clubes e péssimos e sem resultados quando na Seleção!

0 comentários :

Postar um comentário