CANDIDATURAS DE CIDADES SATÉLITES CRESCEM E ASSUSTAM VELHOS MEDALHÕES POLÍTICOS NO DF.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018 0 comentários
CANDIDATURAS DE CIDADES SATÉLITES CRESCEM E ASSUSTAM CANDIDATOS MEDALHÕES TRADICIONAIS.

Risomar Carvalho, ao centro, sempre perto de ações junto ao povo, uma das causas  da sua  popularidade.

Não era esperado, mas de repente os ‘senhores dos votos’, tracionais e enferrujadas figuras políticas especialmente de partidos ligados a esquerda, tem mais um motivo para se preocupar.
Certos permanentemente de que suas lideranças, algumas hoje, ocas e vazias, os manterão nos cargos com a habitual e tradicional votação de sues currais eleitorais, especialmente aqueles situados dentro de sindicatos governados por partidos políticos e por empresas especialmente da área de limpeza e conservação, eles veem seus sonhos de permanecer no poder, em vias de se tornarem pesadelo face ao crescimento de candidaturas de lideranças politicas nascidas e crescidas em cidades satélites como Ceilândia, Samambaia, Santa Maria, Sobradinho e Planaltina, homens e mulheres que já aparecem pontuando bem nas pesquisas, há menos de um mês das eleições em 7 de outubro e com nomes até então desconhecidos ou então, aparentemente sem trânsito politico entre a população, mas que tem se mostrado, verdadeiros 'caça-votos' de qualidade, para assombro dos que estavam, até acomodados em suas cadeiras.
Tomando como exemplo, ex-administradores regionais que fizeram boas gestões e estiveram próximos da população, sabendo ouvir e atender, entre eles alguns que já tem sido considerados virtualmente eleitos.
Um deles, Risomar Carvalho que tem aparecido em destaque nestas pesquisas, dá sua receita para a repercussão e aceitação que sua candidatura vem tendo não só em Samambaia como em várias cidades, onde sempre manteve contatos mesmo depois de deixar o cargo, mas como funcionário do Governo, tentando encaminhar soluções para os problemas que eram apresentados, daí o crescimento de seu nome em todas estas regiões.
“É preciso estar no Governo pensando e agindo como cidadão”, diz ele, ao recordar que quando Administrador Regional de Samambaia, agiu sempre procurando dar o melhor em termos de aproveitamento de recursos que sabidamente nunca vem em grande escala para as cidades satélites, e procurar ser inteligente e racionalizar as obras que serão feitas, numa escala de prioridades onde o fundamental é estar perto e ouvir o cidadão e suas lideranças. Foi agindo assim que ele melhorou a acessibilidade urbana, com vias de ligação entre quadras, retornos, acessos e estacionamentos.
Construíram-se quilômetros de ciclovias e calçadas. Instalaram-se placas indicativas de avenidas, quadras e conjuntos.  Inaugurou-se a DF 459 (Samambaia-Ceilândia) e a passarela (Samambaia-Riacho Fundo II). Inaugurou-se a estação CEB Samambaia e se fez muito pela iluminação pública.
Galerias de águas pluviais foi outro ponto forte na gestão Risomar Carvalho. Para a cultura, se designou a área, o projeto e o início da obra do Complexo Cultural Samambaia. Pensando no esporte e lazer, se construiu e reformou dezenas de quadras poliesportivas, parquinhos, pontos de encontro comunitário e campos sintéticos. Revitalizou-se o Parque Três Meninas e a cidade se manteve limpa e arborizada.
Para elevar as condições de educação, saúde e segurança da população, se construiu os quartéis da PM e Bombeiros, quatro unidades básicas de saúde, uma unidade de saúde mental, creches, escolas, etc. Essas obras visíveis e úteis foram solicitadas nas aproximadamente 100 visitas e 500 atendimentos feitos por mês.
Foram contempladas praticamente todas as obras elencadas nas reuniões do orçamento participativo.
Não será surpresa a mudança substancial dos atuais quadros em todo o DF e em especial na Câmara Legislativa, de há muito desgastada pelas velhas formas de fazer politica como comércio e balcão de negócios.
Velhos donos de partidos sindicatos e empresas, vão ter que trabalhar muito se quiserem reeleger-se.
Risomar Carvalho é candidato a deputado distrital com o número 55111.

Velhos donos de partidos sindicatos e empresas, vão ter que trabalhar muito se quiserem reeleger-se.


Karlão-Sam

0 comentários :

Postar um comentário