UMA CIDADE SEPARADA PELOS TRILHOS DO METRÔ. E SEM BUSCA DE SOLUÇÃO POR QUEM DEVERIA.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019 0 comentários
UMA CIDADE SEPARADA PELOS TRILHOS DO METRÔ.


 E SEM BUSCA DE SOLUÇÃO POR QUEM DEVERIA. 

De longe a passagem de um para o outro lado da cidade, parece uma escultura, mas que a noite, enche os moradores das quadras vizinhas de medo e até mesmo pavor, tantos são os assaltos, gente correndo de ladrões, barulho de tiros e usuários de drogas em plena luz do dia.


Os sinais do tempo também já se fazem notar e a velha estrutura que deveria ser uma passagem, uma ligação entre os dois lados de Samambaia, continua como um monumento à má gestão pública,  já enferrujada e gasta pelo tempo, em total abandono e sempre questionada quanto a sua utilidade em local tão ermo, já que há poucos metros está estação Samambaia Sul do metrô, que tem a mesma utilidade.
Mas quando o assunto é ir para o outro lado da cidade de carro, a conversa muda. Muda e complica para uma volta bem longa em meio ao estressante trânsito da boca da Mata ou pelo outro lado, pela avenida que começa na Feira da 202.
Ou seja: se você precisar ir de um lado ao outro de Samambaia em seu carro, e não quiser passar porm congestionamentos, a qualquer hora do dia, talvez seja melhor ir a pé, pois sabidamente, o comércio mais movimentado da cidade que inclui a maioria dos bancos e grandes lojas,  concentra-se ali.
E nunca se viu em qualquer época de eleições ou nos debates políticos, qualquer candidato a qualquer cargo com os olhos voltados para o celeiro de votos que hoje é Samambaia, debruçar-se sobre este assunto e propor e depois de eleito levar a frente algum projeto no sentido de resolver.

Talvez, algum dia, com algum fato policial ou acidente como ele vir abaixo pela ação do tempo e machucar algum cidadão gravemente, e que repercuta na mídia local, os ‘achadores’ de soluções se pronunciem.

Até lá, neste e em muitos outros sentidos, a cidade continua sem voz!

Karlão-Sam

0 comentários :

Postar um comentário