NA GUERRA PELOS VOTOS: CANDIDATOS CORREM ATRÁS DELES E A JUSTIÇA CORRE ATRÁS DOS CANDIDATOS. EXPLICAÇÃO DA VEZ: RAFAEL PRUDENTE.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018 0 comentários


O juiz titular da 3ª Vara de Fazenda Pública do Distrito Federal, em ação ajuizada pelo MPDFT contra o deputado distrital Rafael Cavalcanti Prudente, proferiu decisão saneadora para afastar alegação da defesa referente ao cabimento da ação, mantendo, assim, o seguimento da ação contra o parlamentar.

O MPDFT ajuizou ação civil pública para apuração de atos de improbidades supostamente
praticados pelo deputado que, na qualidade de Relator da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da CLDF, proferiu parecer favorável à aprovação do “Programa PRO-50”, concedendo incentivos fiscais que implicam em renúncia de receita para os cofres públicos, sem preencher os requisitos do artigo 14 da LC nº 101/2000 – Lei de Responsabilidade Fiscal.

OPINIÃO:

Leonardo Prudente pai, terminou sua carreira política de maneira bisonha, e passou o bastão ao filho, que já vem tendo percalços diversos em seu caminho na Justiça, por conta de sua atuação na CLDF.

A questão é dificilmente acontece alguma coisa em termos de sentença  nestes casos graças a tradicional morosidade da Justiça. Veja o caso da “Operação Drácon”, onde os distritais Celina Leão, Raimundo Ribeiro, Bispo Renato, e Cristiano Araújo, respondem a processos por desvio de mais de 30 milhões de reais da Saúde Pública, e continuam a desfilar garbosa e alegremente na tela da tevê em horário nobre pedindo candidamente, os votos dos incautos para mais uma temporada de  descanso de mais 4 anos à sombra do cofrinho público. A vida é boa a sombra dele e ninguém quer largar a teta.



0 comentários :

Postar um comentário