PRB O PARTIDO DA IGREJA UNIVERSAL, FEZ ANIVERSÁRIO E COMEMOROU DENTRO DO CONGRESSO.E O POVO DA MINHA CIDADE O QUE TEM A VER COM ISSO?

terça-feira, 25 de agosto de 2015 0 comentários
PRB O PARTIDO DA IGREJA UNIVERSAL, FEZ ANIVERSÁRIO E COMEMOROU DENTRO DO CONGRESSO.
 E o povo lá fora, trabalhando de sol a sol, pagando seus impostos, querendo ou não, parece se perguntar: E o que temos nós com isso?


Bispo da Universal e Senador Marcelo Crivela ao lado de Ideli Salvati do PT, uma das mais contestadas politicas hoje no Brasil.Tudo a ver entre PT e PRB? 
É 10 ou é 13?

Quase todo dia um dos 39 partidos políticos do Brasil faz aniversário.
Em época da apedrejamento a dona Dilma, “seu” Lula, e ao PT, parece que todo mundo neste país tupiniquim é acometido por surtos de amnésia e se esquece dos erros do passados perpetrados por outros partidos e outros políticos tão danosamente ofensivos ao futuro da nação e não vê as gigantescas corporações que ano a ano crescem a custa dos impostos e trabalho do brasileiros, como agora onde partidos políticos e seus sequazes, se alternam em uma vampiresca e assassina alternância em cargos de comandos, distribuição de favores e cargos com tudo pago pela exangue e combalida  nação brasileira, outrora o gigante adormecido que parecia ter acordado e ido para as ruas, renascendo o espirito cívico, o saber votar e saber escolher seus representantes nos poderes maiores, mas que mostrou de novo que, em poucos mais de 500 anos de tenra democracia, tem muito o que aprender, olhando e corrigindo os erros do passado, modificando o caráter paternalista imbuído pelos governos nas pessoas, politizando-se melhor e deixando de receber esmolas sociais do governo, e escolhendo melhor seus políticos, mostrando ter aprendido a contradizer o Rei Pelé, xingado e execrado quando disse há 30 anos, que os brasileiros não sabiam votar. Ele errou?
Vejamos os fatos antigos e novos e comparados entre si:
Entre discursos, frases épicas, bajulação aos principais próceres, cantorias de famosos como Sérgio Reis que se elegeu deputado federal, e Marcelo Crivella, o eterno “candidato universal” a tudo quanto é tipo de cargo desde que fundou o seu projeto Canaã no sertão árido e seco da Bahia, o PRB, partido sabidamente orientado pela Igreja Universal e seu mestre maior, Edir Macedo, o intocável e não menos misterioso bispo capaz de grandes obras  como o fantástico e se bobearem, superior até em grandiosidade ao original Templo de Salomão, que dizem é visto até pelas espaçonaves e satélites em torno do planeta, tão grandioso com o resto do império do discutido bispo, construído graças  a fé incondicional e o dinheiro dos seus milhões de seguidores em todo o Brasil e que lhe rende milhões de reais por anos, entre faturamento com emissoras de rádio, tevê, jornais, discos, livros, ofertas e dízimos, sem que tenha que declarar nada ao fisco até por ser parceiro fiel e dedicado dos encastelados do Governo federal nas últimas eleições e segundo boatos, doador de grandes somas a título de apoio,  a eles que foram lá reverenciá-lo na época de campanha eleitoral, com certeza muito menos por fé e respeito ao Criador, do que por necessidade de cooptar tão gigantesco, dócil, submisso, valioso e promissor rebanho oportunamente direcionado as urnas.
Mas a memória as vezes insiste em nos lembrar de que, nem todo mundo que está por aí apanhando é culpado de tantas mazelas por este Brasil afora.
E é por isso que a gente lembra, que as igrejas hoje no Brasil além do seu imenso e assustador crescimento em números dentro do Congresso Nacional, superam também em muito, o faturamento de grandes empresas nacionais, como por exemplos grandes construtoras com uma diferença: Estas são acompanhadas pelo Fisco, e pagam severa e pesada carga tributária, geram empregos e renda e tem todas e cada uma no seu campo de atuação, inegável papel social, ao contrário do que se passa hoje no Brasil, em relação às igrejas e partidos políticos.
Lembrando o fato ocorrido entre a Justiça e a Igreja Universal, mentora do PRB:

PARAÍSO NA TERRA 1 – Juiz acata denúncia contra Edir Macedo e mais 9 da Universal por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Por Marcio Aith, na Folha:
A Justiça recebeu ontem denúncia do Ministério Público de São Paulo e abriu ação criminal contra Edir Macedo e outros nove integrantes da Igreja Universal do Reino de Deus sob a acusação de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.
A denúncia, aceita pelo juiz Glaucio Roberto Brittes, da 9ª Vara Criminal de São Paulo, resulta da mais ampla apuração sobre a movimentação financeira da igreja já feita em seus 32 anos de existência.
Iniciada em 2007 pelo Ministério Público de São Paulo, a investigação quebrou os sigilos bancário e fiscal da Universal e levantou o patrimônio acumulado por seus membros com dinheiro dos fiéis, entre 1999 e 2009 -embora não paguem tributos, igrejas são obrigadas a declarar doações que recebem.
Segundo dados da Receita Federal, a Universal arrecada cerca de R$ 1,4 bilhão por ano em dízimos.
As receitas da igreja superam as de companhias listadas em Bolsa -e que pagam impostos-, como a construtora MRV (R$ 1,1 bilhão), a Inepar (R$ 1,02 bilhão) e a Saraiva (R$ 1,09 bilhão).
Somando-se as transferências atípicas e os depósitos bancários em espécie feitos por pessoas ligadas à Universal, o volume financeiro da igreja no período de março de 2001 a março de 2008 foi de cerca de R$ 8 bilhões, segundo informações do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão do Ministério da Fazenda que combate a lavagem de dinheiro.
A movimentação suspeita da Universal somou R$ 4 bilhões de 2003 a 2008.

A denúncia foi assinada pelos promotores Everton Luiz Zanella, Fernanda Narezi, Luiz Henrique Cardoso Dal Poz e Roberto Porto.
(…)
O xis do problema, para os promotores, não reside na quantia de dinheiro arrecadado, mas no destino e no uso que lhe foi dado pelos líderes da igreja no período investigado. Um grande volume de recursos teria saído do país por meio de empresas e contas de fachada, abertas por membros da igreja, e foi depois repatriado também por empresas de fachada, para contas de pessoas físicas ligadas à Universal.
Os recursos teriam servido para comprar emissoras de TV e rádio, financeiras, agência de turismo e jatinhos.
Para a investigação, isso fere dois princípios legais.
Empresas privadas pagam impostos porque o propósito de suas existências é o lucro.
Igrejas, pela lei brasileira, não pagam tributos porque suas receitas, em tese, revertem para o exercício da fé religiosa, protegida pela Constituição.
(Notícia publicada por Reinaldo Azevedo)
Análise final:
Espantoso, tanto as cifras, quantos os responsáveis e beneficiários, nem todos eles com a cara a mostra no atual quadro de denúncias e operações tão em evidência hoje no Brasil!
Mudam-se os nomes, os atores e as siglas, mas o resto continua como aquela história da mosca na vitrine das padarias.
A comparação verbal a gente faz quando os brasileiros aprenderem a votar para não ferir suscetibilidades linguísticas da semântica da pátria-mãe.
E aqui na minha pequena e desconhecida cidade, chamada de Samambaia em homenagem a planta que florescia à beira de seus córregos quando começou a ser erigida pelo Governador Joaquim Roriz na década de 80, ainda e por muitos chamada de “satélite” mesmo com seus mais de 240 mil habitantes total privados de escolher seu administrador regional já que aqui não tem prefeitos, vive amordaçada politicamente, sem voz nas decisões, comandada por um empresário sem nenhuma ligação com a vida política, comunitária e social da cidade e que se mudou para cá apenas 15 dias antes de tomar posse.


Distrital do PRB Júlio César e Claudecir Miranda: Indicações de conveniência por parte do GDF de Rodrigo Rollemberg e que nada tem a ver com a cidade.

Ele que foi indicado na calada da noite pelo governador que quebrou a sua palavra e não permitiu a participação da população na decisão sobre a nomeação ou escolha do mesmo, e que foi entregue de bandeja pelo Governador(lá) Brasília ao candidato da Universal e do PRB, Júlio César, paraquedista político, mas que graças aos votos do rebanho político da igreja de Edir Macedo, seu prócer maior, foi o mais votado para a Câmara Legislativa do DF com mais de 29 mil votos.
E nós com isso, pergunto eu de novo?
E Será que, algum cidadão da minha cidade foi hoje ao Congresso Nacional comemorar o aniversário do PRB, me pergunto de novo?
Respostas, espera-se, só em 2018
Já que o Grande Senhor e Deus não vai aqui descer em meio a tanta bandalheira para ouvir ou pedir explicações!!

Karlão-Sam.

OUTRAS MATÉRIAS SOBRE:

http://charlezine.com.br/igrejas-arrecadam-bilhoes-de-reais-por-ano-em-dizimos-ofertas-revela-receita-federal/




0 comentários :

Postar um comentário