ÁGUA MINERAL FRANCESA PARA OS PRESOS DO ESCÂNDALO DO PETROLÃO". JÁ OS DA PAPUDA EM BRASÍLIA, QUE BEBAM DA TORNEIRA!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014 0 comentários
 JUSTIÇA! DIREITOS HUMANOS, TUDO IGUAL PARA TODOS, PUNIÇÃO IGUAL PARA TODO SENTENCIADO.
UMA BELEZA NA TEORIA, PORQUE NA PRÁTICA.

Enquanto os presos do “Escândalo do Petrolão” recebem água mineral francesa em suas visitas, os mais de 14 mil presos comuns na Papuda em Brasília, não tem direito a ter sequer uma foto de seus filhos, ou qualquer parente, que são barrados debaixo de piadas negras e humilhantes! E bebam água de torneira!
Os telejornais agora a noite noticiaram sobre o escândalo da Petrobrás, receberam a visita de seus advogados que lhes enviaram, vejam só:
Cobertores, remédios, frutas e cereais, e pasmem, “água mineral francesa” (deve ser a tal Perrier, será?) e tudo aquilo que os presos comuns como aqui na Papuda jamais tem o direito ou terão privilégio de receber, sequer água mineral comum.
Então, se todo mundo errou, me digam qual é o mais criminoso: Os bandidões elegantes, bem vestidos e barbeados dos escândalos tão em moda atualmente no Brasil, ou um assaltante pé de chileno, um traficante, um homicida, um pedófilo ou outro criminosos qualquer?

Nenhum deles é pior! São exatamente iguais: Todos criminosos que infringiram a Lei e devem pagar, tanto um quanto o outro, igualmente, ou será na linguagem dos ilustres causídicos e magistrados, donos de elevado saber e doutrinação jurídicos, “todos iguais perante a Lei”!
Pois na Papuda aqui em Brasília, uma simples fotografia de um filho com a avó ou a mãe, está sendo negada de ser entregue aos presos. E os pais e avós ainda ouvem piadas, do tipo “é o resto da quadrilha, isto é uma gang”, referindo-se os toscos e primitivos agentes ali de serviço, sobre a fotografia dos parentes que eles não deixam entrar, fazendo sofrer mais ainda, a quem não cometeu crime nenhum, aliás cometeu o único crime de ser parente de um condenado!
Este país vai mudar? Em que? Quando? Respondam se possível, qual a diferença que existe entre os corruptos que  lesaram o povo, em incontáveis bilhões, nos escândalos do Mensalão e Petrobrás, e quase todos já devidamente liberados para cumprir penas em casa, e os mais de 14 mil miseráveis que ali estão presos sem direito agora, segundo informações de parentes de preso que nos foram passadas, de receber sequer uma banana ou uma maçã, ou um pacote de biscoito, além das fotografias de seus filhos ou parentes, e ainda ouvirem piadas e gracejos, sem nenhum toque de refinação, grotescos mesmos,. Ao estilo nazista dizendo que preso não direito nenhum, é tudo safado, tem que morrer e outros!
A propósito, uma parente de presos grã-finos na tarde de hoje, chamou os jornalistas presentes a sede da Polícia Federal, quando saí da honrosa visita ao seu parente corrupto, de “urubus”!
Realmente, trata-se de uma inversão de valores sem explicação, pois afinal são os abutres que atacam e saqueiam, e não os jornalistas.
Portanto, bandido é bandido, de roupas finas, água mineral importada ou não.
É preciso urgentemente remodelar o sistema prisional brasileiro, aquele que o próprio Ministro da Justiça do Governo Brasileiro, do PT, disse que “preferiria morrer a ficar preso em uma cadeia no Brasil”.
Coisa aliás, que a Justiça italiana confirmou ao não soltar o sanguinário Bastiti, por entender que o Brasil está abaixo de qualquer nível negativo no que tange ao tratamento dos presos, sob a responsabilidade dos Governos, Federal e estaduais.

0 comentários :

Postar um comentário