ROBÉRIO NEGREIROS DEIXOU O BLOCO PT/PSOL SEM SALA PARA TRABALHAR: FUNCIONÁRIOS FICARAM SENTADOS NOS CORREDORES DA CL.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 0 comentários
DISTRITAL NEGREIROS MANDOU LACRAR SALA DO PSOL NA CLDF E DEIXOU FUNCIONARIOS SENTADOS NO CHÃO

Por ordem da Segunda Secretaria da Mesa Diretora, dirigida pelo distrital Robério Negreiros (PSD),  servidores da Liderança do PT/Psol ficaram hoje sem mesa e sem cadeiras, sequer um banquinho. 

Robério Negreiros e Chico Vigilante: Vai ter briga de novo!

Depois de serem cercados pela segurança da Casa tiveram o material "recolhido". 
No início do mês, a sala da Liderança foi fechada e lacrada. Agora...nem cadeirinhas no corredor. 
Os servidores alegam que foram proibidos de continuar com o movimento que reivindica a devolução da sala da Liderança.
A NOTA DO BLOCO BLOCO PT/PSOL PROTESTANDO CONTRA A ATITUDE DE ROBÉRIO NEGREIROS:

NOTA À IMPRENSA
Nesse último final de semana, a sala da Liderança do Bloco PT/PSol foi invadida e lacrada pelo Diretor de Administração e Finanças, subordinado ao Senhor Deputado Robério Negreiros, 2º Secretário da Câmara Legislativa.
Trata-se de uma medida arbitrária e sem precedentes nesta Casa, feita à força, sem comunicação oficial, sem observância dos procedimentos próprios do Serviço Público, num completo e absurdo ato de intolerância e perseguição política do 2º Secretário, que deixa a Liderança do PT/PSol sem condições de trabalhar e tira dos Deputados Distritais do Bloco a força da representatividade que a população do Distrito Federal lhes conferiu.
As Lideranças de partidos e blocos parlamentares são extensões dos mandatos parlamentares e, como tal, não podem ser invadidas, não importa o pretexto.
Afigura-se ainda mais grave e arbitrária a medida, porque o Ato da Mesa Diretora nº 2/2019, invocado para respaldar a invasão da sala, não deu poderes ao Diretor de Administração e Finanças para lacrar salas de liderança e agir segundo os parâmetros de suas convicções políticas ou de quem o orienta.
Trata-se, pois, de um ato arbitrário e ilegal, com o qual não pode conviver a democracia e muito menos esta Casa. O pluralismo de ideias e de concepções jamais cederá aos desmandos daqueles que acham ser sua visão de mundo a única possível.
Por isso, a Liderança do PT/PSol espera que a Mesa Diretora determine a imediata anulação do ato arbitrário do Diretor de Administração e Finanças e devolva à Liderança do PT/PSol o espaço usado para desenvolver os seus trabalhos.

FONTE:www.gamalivre.com.br

0 comentários :

Postar um comentário