SOBRE OS ATAQUES AO SOBRINHO DA CANDIDATA PEDROSA

terça-feira, 4 de setembro de 2018 0 comentários
Sobre as inverdades que têm sido rapidamente disseminadas, é preciso esclarecer o seguinte:

Injusto e de má fé pessoas que queiram se promover politicamente com algo tão trágico. Esse tipo de poitica NÓS NÃO FAZEMOS pois deveriam respeitar os familiares e amigos desta vitima.

Realmente este acidente aconteceu onde ele e a vítima foram socorridos pelos bombeiros mas infelizmente a moça não resistiu.

Acidente infelizmente cada um de nós estamos sujeitos a passar. E esta atitude demonstram o total desrespeito pelas pessoas envolvidas, que ao invés de gastar o tempo falando sobre propostas e projetos estão tentando desconstruir a imagem de uma pessoa de bem, humana, que vem trabalhado pelas pessoas. 

1. Segundo a perícia , que foi do professor da Academia de Polícia e ex-Diretor do Instituto de Criminalística do DF, todos os dados coletados na investigação demonstram que a vítima entrou com seu carro na rodovia sem ver que o veículo em que Eduardo se aproximava pela faixa central da pista;

2. Essa conclusão não consta do laudo oficial porque os peritos da polícia omitiram a existência da alça de acesso por onde a vítima adentrou à rodovia; estes admitiram que sonegaram cálculos da defesa propositalmente afim de evitar críticas a seu trabalho. 

3. Não se há velocidade estabelecida ainda segundo a perícia , são inconclusivos os dados usados para o cálculo da velocidade do carro em que estava Eduardo, como a velocidade do veículo da vítima (que hora dizem que era 0km/h, hora dizem que era 20 km/h), ou o coeficiente de atrito da pista, que não foi aferido no local por meio de um teste de frenagem, mas tirado de uma tabela;

4. de toda forma, o laudo da polícia civil não atribui a causa do acidente à velocidade do carro em que estava Eduardo;

5. testemunhas ouvidas no processo, e inclusive o bombeiro militar que o atendeu, afirmam que Eduardo não estava alcoolizado e só perguntava sobre o estado de saúde da vítima; (processo)

6. por fim, informamos que o processo ainda está sendo examinado pela justiça e a disseminação de informações inverídicas, agindo de politicagem só serve para agravar o sofrimento das famílias envolvidas nesse trágico acidente.

Infelizmente , na política estamos submetidos a isso. Existem pessoas que usam de má fé pra distorcer informações e usam histórias para se construir destruindo os outros. Hoje, informações são disseminadas de maneira rápida e irresponsável pelas redes sociais, acabando com a vida das pessoas, afetando famílias. É triste que existam pessoas com essa índole e esse caráter mas na vida encontramos muitos desafios.
Não vão matar a minha fé, seguimos em frente de cabeça erguida. Antes de políticos, empresários, trabalhadores, somos seres humanos, que tem coração e sentimentos, que tem famílias e amigos. 
Espero ver um país um dia aonde política se faça com trabalho e não teatro e politica.
Tambem não concordo com esta postura de atingir reputações usando tragédias familiares como arma.

É a covardia similiar a chutar quem ja morreu!

0 comentários :

Postar um comentário