CRECHE EM SAMAMBAIA: ROLEMBERG, O GOVERNADOR QUE SÓ CONSEGUE INAUGURAR OBRAS INICADAS EM OUTROS GOVERNOS

segunda-feira, 6 de março de 2017 0 comentários
CRECHE EM SAMAMBAIA: ROLEMBERG, O GOVERNADOR QUE SÓ CONSEGUE  INAUGURAR OBRAS INICIADAS EM OUTROS GOVERNOS.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, visitou na manhã desta segunda-feira (6) o Centro de Educação de Primeira Infância Cutia, na QS 127, em Samambaia Sul. A unidade, que funciona desde 16 de fevereiro, atende 136 crianças de até 5 anos em turno integral, de 10 horas. As crianças recebem cinco refeições diariamente.
“Essa é a quinta creche inaugurada em Samambaia no nosso governo. Já são cerca de 12 mil vagas criadas desde o início da gestão, entre unidades públicas e conveniadas, em todo o Distrito Federal. Dessa maneira, traçamos um novo horizonte para as crianças das diversas regiões administrativas de Brasília”, disse o governador Rodrigo Rollemberg, acompanhado da esposa e colaboradora do governo, Márcia Rollemberg.
A unidade tem oito salas de aula, área administrativa e de serviços, salas de informática, de leitura e multiuso, além de pátio coberto, anfiteatro e brinquedos. O investimento foi de R$ 2.613.467,33.

OPINIÃO:

Rodrigo Rollemberg e o seu grande apoiador e amigo Distrital Júlio César “apareceram” hoje Samambaia, curiosamente sem que suas assessorias comunicassem suas presenças aos órgãos de comunicação e lideranças da cidade. Foi mais uma tragicomédia: Eles  e mais um administrador regional vindo de plagas distantes, apático e  desconhecedor da cidade e seus problemas como um todo, Paulo Alves, servil ao estilo boneco “João Bobo”, parecendo dizer sempre o refrão característico do bajuladores, “sim senhor deputado”, uma espécie servil e submissa ao extremo, e de fidelidade canina ao seu deputado distrital, ele que demonstra uma indiferença sádica em resolver os problemas de Samambaia, sem querer ouvir suas lideranças e formadores de opinião, temendo perder seus espaço político negociado quase que com a venda de suas almas, prossegue sem dar atenção a cidade de onde tirou boa parte de seus votos, do dócil e submisso rebanho das igrejas que o apoiaram; e quando vem é um festival de bajulação pelo corpo de comissionados nomeados as pencas em seus cargos na administração regional, muitos dos quais chegaram sem saber sequer a diferença entre um oficio, um memorando e uma circular, e que tiveram como único critério para ocuparem estes mesmos cargos, apenas o fato de terem trabalhado na campanha, ou no máximo em prestadores de serviços que acompanharam o questionado deputado quando Secretário de Esportes do Governo passado, o mesmo que negou a execução de várias obras pedidas por estas mesmas lideranças que ele insiste em desprestigiar. Artificialidade de gestos e palavras, rapapés e bajulação: coisas que já não causam mais nenhum impacto sobre os poucos presentes as suas solenidades de inauguração em Samambaia e outras cidades de modo geral.
Ele, o mesmo que está enrolado até o pescoço na Operação Dracon, além de segundo se comenta nas redes sociais, totalmente desprestigiado pelo “cappo di tutti cappo” da Igreja Universal, cuja máquina ele e outros hoje chutados pelo Grande Chefe para fora dos quadros do PRB, usou para se eleger. Ao lado de um Governador, que tem os maiores índices de rejeição já vistos no DF. Sem nenhuma obra que possa se destacar em 3 anos de Governo, que gasta milhões em Comunicação Social de araque junto aos grandes jornalões e emissoras de tevê, na tentativa desesperada de elevar ou melhorar seus índices, Rollemberg não consegue deixar uma marca, nem tendo aberto os cofres e portas para cargos e benesses a sua politica de tentar ter uma base de apoio forte na CLDF. Provavelmente pelo fato de ali não haver virgens como disse outro indiciado na Operação Dracon, o distrital Cristiano Araújo que hoje em entrevista, se disse “proibido” de falar no assunto virgindade. Onde ninguém quer ganhar moedas de pequeno valor para apoiar Governador tão desprezível, segundo se vê nos seus embates, especialmente com os sindicalistas do serviço público que ele tanto maltrata.


 Carlão-Sam, com imagens de Agencia Brasília








0 comentários :

Postar um comentário