INCRÍVEL E INACREDITÁVEL! EQUIPAMENTO DE RESSONÂNCIA DE R$ 4 MILHÕES ESTÁ PARADO NO HOSPITAL DE BASE DO DF!

quarta-feira, 6 de maio de 2015 0 comentários
EQUIPAMENTO DE RESSONÂNCIA DE R$ 4 MILHÕES ESTÁ PARADO NO HOSPITAL DE BASE.

DUAS IMAGENS QUE CHOCARAM OS BRASILIENSES HOJE, PELO SEU VIOLENTO CONTRASTE:




Enquanto numa delas o Governador Rollemberg aparece visitando pacientes em Hospital público da capital, o Correio Braziliense denuncia em matéria, que um equipamento da mais avançada tecnologia para detecção e tratamento de vários tipos de câncer, até mesmo os mais agressivos, está parado num corredor do Hospital de Base a espera de uma sala para recebê-lo!
Enquanto isso, vamos perdendo amigos e parentes com câncer, num sistema hospitalar falido a e mal administrado pelo criminoso governador anterior, que não deixou sequer agulhas descartáveis para biópsia de próstata, nos estoques da Secretaria de Saúde do DF!
Chega de desculpas, pois já passou da hora de se começar a governar a o DF com seriedade e rapidez de soluções!

PET Scan, usado para diagnósticos de câncer, está encaixotado há um ano e meio e até hoje não foi usado porque precisa de uma sala específica para recebê-lo, segundo a Secretaria de Saúde.


O acompanhante de um paciente do Hospital de Base de Brasília registrou, nesta quarta-feira (8/4), imagens de aparelhos utilizados em exames neurológicos e oncológicos encostados nos corredores do ambulatório. O PET Scan, também conhecido como PET CT, é um dos equipamentos mais modernos para diagnóstico e acompanhamento de câncer do país. Para os pacientes que precisam fazer esse tipo de exame na rede particular, o custo é a partir de R$ 3.500. 

Segundo o acompanhante, que preferiu não se identificar, os funcionários do hospital dizem que o aparelho ainda não foi instalado. "Chegou em 2013 e, desde então, está encostado. Quem precisa acompanhar a evolução do câncer, só consegue fazê-lo pagando em hospital particular", lamentou.

De última geração, o PET Scan apresenta uma tomografia computadorizada de alta precisão, que permite o diagnóstico precoce de 20 doenças neoplásicas, cujas células não possuem mais o mesmo código genético de antes, já que estão doentes.

Em nota, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que o aparelho chegou na unidade há um ano e meio. No entanto, ainda não está em uso, "porque é necessária uma sala reformada para recebê-lo e que impeça a contaminação com elementos radioativos". Segundoo a pasta, o processo de adaptação começou ainda na gestão de Agnelo Queiroz, em meados de setembro, e a obra da sala está em andamento.

Norma
Portarias do Ministério da Saúde foram publicadas no Diário Oficial da União, em 23 de abril do ano passado, para incorporar ao Sistema Único de Saúde (SUS) exames de imagem com o PET-CT para o diagnóstico de câncer. O preço da máquina é de, aproximadamente, R$ 4 milhões. 

O SUS deve cobrir o exame nos casos de linfoma de Hodgkin, linfoma não-Hodgkin, câncer de pulmão e colorretal, doenças que, somadas, têm pelo menos 69.790 mil novos registros ao ano.

Correio Braziliense.



0 comentários :

Postar um comentário