JOVEM GUARDA 50 ANOS! EU VIVI, EU SONHEI, EU GUARDEI NO CORAÇÃO! E APRENDI MUITO COM ESTA ÉPOCA!

domingo, 18 de janeiro de 2015 0 comentários
JOVEM GUARDA 50 ANOS!
EU VIVI, CURTI, E APRENDI MUITO COM ESTA ONDA QUE ERA UMA BRASA MORA!





 















Eu também tive vontade de “mandar tudo pro inferno”, “namorar a namorada de uma amigo meu”, cantar para ela a “Nossa canção” e “correr demais nas curvas da Estrada de Santos”!

Mas o carro, bem mais modesto veio somente muitos anos depois e com muito sacrifício, de forma que não deu para dar a ela “O céu e o meu amor também”!














Mostrei “Ciúmes de você” para a primeira namorada e me encantei com os “caracóis dos cabelos” das mulheres, e me apaixonei quando Tônia Carrero apareceu com o corte estilo “Pigmalião 70” em uma novela e virou febre de norte a sul do Brasil!
Era tudo muito puro, sem tanta droga, tanta violência, mas com uma overdose danada de...Sonhos e esperanças!
Maconha. Cocaína, LSD, Crack?
Nem pensar! Drogas em geral eram coisas caras, só pra gente “bacana”
São 50 anos de jovem guarda, que não passaram e nem passarão jamais, parecendo uma viagem de trem ao interior quando a gente era criança e não sabia nem como o trem andava, o que era poluição, o que dirá drogas, atentados, corrupção!
AH! A gente era feliz sim, sem dúvidas, mas trabalhava e sonhava   com um grande país, com um futuro brilhante, e paz, muita paz para todo o mundo!
Colocava-se  os cadernos em “bornal” feito de calças “Faroeste”, a heroica e antropológica origem da calça jeans e encarava o caminho da escola debaixo do sol a pino, e bem longe de casa.




Amava sim, os Beatles e Rolling Stones, mesmo sem ter um belo equipamento de som para ouvi-los, e mesmo assim eles me marcaram para sempre. afinal quem nunca se pegou cantarolando "Yesterday" ou "Lady Jane" e tantas outras imortais?
Tão popular e barata, e depois tão universalizada aqui e em todo o mundo!
E o garoto engraxate que rodava as ruas de Belo Horizonte, correndo do Juizado de Menores, xingando e levando carreira dos fiscais do Parque Municipal, porque eu balançava nas gangorras em pé, caramba!
Vaticinaram que ele não tinha jeito, era rebelde demais e viraria um bandido vejam só!
Cresceu e veio parar na capital do Brasil, trabalhou em rádio, tevê, jornais diversos e aprendeu que na vida nem todo sonho se consegue realizar mas, que se tem que acreditar e correr atrás de todos eles sem desanimar, e aprender que sempre temos que ter em mente, Deus é sempre mais, nos supre de tudo a começar da vida, e que com saúde e paz, o resto a agente faz!
Isto era o máximo da rebeldia contra o sistema!
E fugia correndo para não ir para o SAM -Serviço de Assistência ao Menor, temido por todos os menores dos morros e favelas da época, mas que não era uma fábrica de bandidos juvenis como as casas de internação de hoje em dia!

E trabalhava sempre, engraxando sapatos, lavando carros e sonhando um dia ganhar um beijo ainda que no rosto, da louríssima e balançante “Ternurinha” Wanderléia, querendo imitar o “Tremendão”, ou o Eduardo Araújo e seu carrão vermelho, morrendo de vontade ser igual eles, ser chamado de ”Ele é o bom, é o bom demais” e   vibrava assistindo aos filmes do ídolos sem anabolizantes “Hércules, Sansão e Maciste”,  que apareciam nos filmes de cinema a cores, numa fantástica e gigantesca tela, com som estéreo que dava medo em determinadas cenas, mas quem disse que a gente queria ir embora, pois a televisão, só mesmo em preto e branco, e durante muito tempo, só a dos vizinhos onde os pais  ganhavam um salário melhor e a gente pagava para assistir, isso em preto e branco, imaginem!
E com a sabedoria que o Tempo e suas restrições, sabemos muito bem, que não seremos eternos “Tremendões”.
Eu vivi, aprendi e sonhei, nestes 50 anos de Jovem Guarda!
Fui e sou romântico de uma época em que não se “pegava” ou “comia” as mulheres, como se elas fossem um ônibus ou uma refeição”.
Nostalgia? Não! É sim, a mais pura sensação de ter vivido de maneira decente e tendo a certeza de ter sido depois de adulto e com filhos e agora netos, um ser humano imperfeito como todos, mas um exemplo decente, sem iras, sem ódios, entregue aos filhos, coisa que aliás eu creio que, assim como bom gosto, respeito, caráter e amor ao próximo, determinação e para ser mais moderno, careta em muitos sentidos, tudo isto já vem no Dna!
Meninos, eu vi! Ora direis, olhar estrelas, mas sem querer hoje em dia mesmo que só no verbal, que ninguém vá paro o inferno, sinceramente, a não ser, vejamos...
Ah já sei! Os políticos!
Ia me esquecendo deles que na minha infância e adolescência a gente nem se ligava se existiam ou não.
Podem descer direto sem escalas senhores, e nos deem por favor o direito de ter novamente uma juventude sonhadora, lutadora, mas de paz, amor e alegria como já tivemos, e não a legião de desiludidos criados a base de bolas e vagando pelas cidades em legiões de deserdados e despreparados e sem sonhos, sucumbindo às drogas e a falta de oportunidades reais sem manipulação como se vê a larga hoje em nosso país!
Uma pena se você não curtiu ou não viveu tudo isso!
Jovem Guarda; sentimento eterno!

E aqui, um pouco do "Rei da Juventude"

https://www.youtube.com/watch?v=vErvPhCC2iM&index=8&list=RDGJ6aDjVAeJI.

Karlão-Sam.

0 comentários :

Postar um comentário